• Plano Pastoral 2016 2017
  • DMPobres17

Grupo Etnográfico

Na memória dos mais velhos, está patente a recordação das danças e cantares que animavam as festas e romarias e suavizavam os trabalhos do campo das gentes de São Romão, como o Malhão à Desgarrada, a Cana Verde, o Serra, a Espadelada, o José Maria, a Arregaça, o Vira Batido, o Milho Brilha na Eira, a Dovadoura, o Regadinho, a Mugiga e a Margarida Moleira. Sede do Rancho Folclórico de S. Romão do Coronado.

Inspirados nas desfolhadas do milho, nasceram muitas das mais belas canções que constituem o repertório folclórico português.

Este é um valioso património que o rancho da freguesia – Rancho Folclórico de S. Romão – recuperou e promove, nas suas actuações, mas é certo que toda a população de São Romão gosta de cantar e, como referido por Alberto Pimentel, antes de 1998:

os principais cantadores de Santo Tirso não são os da vila, mas do concelho. As freguesias onde os há melhores são Covelas e São Romão do Coronado.

O “Meias ” é um contador de fama; e a “Gaia” era uma cantadora célebre. Os instrumentos mais vulgares são: banjolim, bandolim, viola, guitarra e machinho.