• Plano Pastoral 2016 2017
  • DMPobres17

Pontos Religiosos

Não sendo, no aspecto artístico e patrimonial, uma das freguesias mais ricas do concelho, São Romão do Coronado possui no entanto alguns monumentos dignos de nota pela sua beleza e pelo contributo que têm dado à população da freguesia.

Belos, mas muito simples. Destacam-se a Igreja Matriz, a Capela de Santa Eulália e a Capela de São Bartolomeu. Além destes templos, algumas “Alminhas” espalhadas por São Romão e alguns “pormenores” da povoação, que a tornam sobremaneira aprazível a quantos a visitam, provando a quem quiser que São Romão do Coronado não é apenas o comboio e a Estação da CP, pela qual todos passam quando se querem dirigir à Trofa, a Viana ou até a Vigo

Já em meados do séc. XVIII, aquando das “Memórias Paroquiais” organizadas pelo Padre Luís Cardoso em todas as Paróquias do país, o Pároco de São Romão, Teodósio de Sã Brandão Freire, referia a existência de duas capelas e ermidas: uma de invocação a São Bartolomeu e a outra de Santa Eulália, “a cuja capela acorria muita gente das aldeias vizinhas, no dia da festa”.

No muro da Escola Primária n.º 1, na Rua Dr. Délio Santarém existem umas “Alminhas”. São constituídas por uma escultura, onde está representada Nossa Senhora, com o olhar perdido no horizonte e três anjinhos a seus pés. Encima o nicho uma cruz em mármore e Jesus Cristo crucificado. Pequeno monumento em mau estado de conservação, que no entanto deverá ser regularmente visitado, como o comprovam as viçosas flores colocadas em seu redor. Uma porta de vidro protege Nossa Senhora da criançada da Escola e dos graúdos da freguesia.

Entre a Igreja Matriz e a Capela de Santa Eulália, quase nem reparávamos num enorme Lavadouro, em pedra, dividido em vinte e dois compartimentos. Terá servido, há muito tempo atrás, para auxiliar o dia-a-dia das mulheres de São Romão, na sua alegre faina em redor das roupas da casa. Conhecido como o Lavadouro da Mamoa, por se situar no local que tinha antigamente essa designação, foi construído em 1952, segundo uma inscrição gravada à entrada. Está hoje muito mal estimado, campeando à sua volta o lixo e a imundície. Merecia melhor sorte!