• Plano Pastoral 2016 2017
  • DMPobres17

Inquirições 1258

Inquirições de D. Afonso III – 1258

Hic incipit inquisitio ville que vocatur Mamona Sancti Romani de Cornado et parrochianorum Ecclesie ejusdem loci. Martinus Johannis, prelatus ejusdem Eccelesie, juratus et interrogatus cujas est ipsa Ecelesia, dixit quod est Monasterii Palacioli Sause et Laurentii Martini de Travanca, et ad presentacionem ipsorum Portuensis Episcopus eum constituit in eadem. Interrogatus si habet inde cartam presentacionis vel confirmacionis, dixit quod non. Interrogatus si faciunt inde aliquod forum Domino Regi, dixit quod non. Interrogatus quot casalia habentur in ipsa villa, dixit quod v. et sunt tria Sancti Tissi. Interrogatus unde habuit ea, dixit quod nescit. Et duo sunt Monasterii de Landim. Interrogatus unde habuit ea, dixit quod nescit. Interrogatus si faciunt inde aliquod forum Domino Regi, dixit quod dant Domino Regi annuatim quartam morabitini de renda quilibet per se, et dant omnes insimul Maiordomo annuatim quartam morabitini. Et dixit quod in vilia que vocatur Archa babentur ibi tria casalia, et sunt duo casalia et medium Sancti Tissi el Ulvarie, el medium casalis est Laurencii de Travanca. Interrogatus unde ipsa Monasteria habuerunt ipsa casalia, dixit quod nescit. Interrogatus si faciunt inde aliquod forum Domino Regi, dixit quod dant annuatim Domino Regi quartam morabitini de renda quilibet per se, et dant vitam Maiordomo. Et dixit quod in loco qui dicitur Riparius habentur ibi tria casalia, et sunt duo ipsius Ecelesie, et aliud est Sancti Tissi. Interrogatus unde Sanctus Tissus et Ecelesia habuerunt ipsa casalia, dixit quod nescit. Et dixil quod in Rua de gatis habentur ibi viij.º casalia et medium, et sunt inde tria Laurencii de Travanca, et aliud est Marie Gonsalvi cujusdam herdatricis, et tria sunt Sancti Tissi, et medium casalis est Pelagii Gonsalvi herdatoris. Interroga­tus unde Sanctus Tissus habuit ipsa casalia, dixit quod nescit. Interrogatus si faciunt inde aliquod fórum, Domino Regi, dixit quod de casali Marie Gonsalvi dant annuatim Domino Regi quartam morabitini de renda. Interrogatus quare casalia Sancti Tissi non dant rendam Domino Regi, dixit quod propter Laurentium Martini de Travanca qui deffendit ea. Et dixit quod de medio casali Pelagii Gonsalvi non facit forum. Interrogatus quare, dixit quod nunquam fecit. Interrogatus si intrat ibi Maiordomus, dixit quod intrat. Interrogatus si habetur ibi aliquod Regalengum, dixit quod in loco qui dicitur Junzaria habetur ibi unus magnus ager; et in alio loco qui dicitur Ager monacorum jacent ibi tres leire; et in alio loco qui dicitur Lercas jacet ibi una leira; et in alio loco qui dicitur Correga jacet ibi unus ager, et est inde medietas Monaste­rii de Landim; et in alio loco qui dicitur Sancta Ovaya jacet ibi alia leira; et in loco qui dicitur Razemundi jacet ibí unus ager; et in alio loco qui dicitur Golia jacet ibi una leira; et in alio loco qui dicitur Mouta jacent ibi ij. leire; et in alio (loco) qui dicitur Corredoyra jacet ibi j. leira; et in alio loco qui dicitur Pomarius jacet j. leira; et in alio loco subtus Rua de gatis jacet ibi unus ressius; et in alio loco qui dicitur Fravegas jacet j. leira; et in alio loco qui dicitur Poza jacent ij. leire; et in alio loco qui dicitur Lagenas jacet unus ager; et in eodem termino, in loco qui dicitur Super domum Dominici Petri, jacet j. leira; et in alio loco qui dicitur Paredes jacet j. leira; et ante portas Mamone jacet j. leira: et totum hoc predictum Regalengum laborant homines istius collacionis et sunt homines Militum et Ordinum, et dant indo annuatim Domino Regi vij. quairas panis; et si Maiordomus Terre noluerit istas vij. quairas, debent dare terciam partem omnium fructuum. Et jacent in Outario in agra super savugarium iiiij.or leire, et dant inde annuatim Judici Madie j. modium panis. Interrogatus quare dant Judici istum panem, dixit quod tenet ipsas leiras in prestimonio. Interrogatus si moratur ibi aliquis homo forarius vel rendarius Domini Regis, vel qui fecisset homicidium et non pectavisset illud, dixit quod non. Petrus Gonsalvi, Stephanus Martini, Petrus Murzelus, Stephanus Gonsalvi, Johannes Martini, Laurencius Gonsalvi, Gonsalvus Martini, omnes isti predicti perhibuerunt predictum testimonium verbo el verbum quilibet per se sicut primus.

     

Tradução

Começa aqui a inquirição da vila chamada Mamoa de S. Romão de Coronado e dos paroquianos da Igreja desse lugar. Martinho João, prelado da mesma Igreja, interrogado sob juramento sobre de quem é a mesma Igreja, disse que é do Mosteiro de Paços de Sousa e de Lourenço Martins de Travanca e que, por apresentação dos mesmos, o Bispo do Porto o constituiu nela [como pároco]. Interrogado sobre se tem carta de apresentação ou confirmação, disse que não. Interrogado sobre se pagam aí algum foro ao Senhor Rei, disse que não. Interrogado sobre quantos casais há na mesma vila, disse que cinco, pertencendo três a Santo Tirso . Interrogado sobre donde os teve, disse não sabe. E dois são do Mosteiro de Landim. Interrogado sobre donde os teve, disse que não sabe. Interrogado sobre se fazem [pagam] deles algum foro ao Senhor Rei, disse que dão ao Senhor Rei uma quarta de morabitino de renda por ano, cada qual por si, e dão todos em conjunto ao Mordomo uma quarta de morabitino por ano. E disse que na vila chamada de Arca há três casais sendo dois e meio de Santo Tirso e de Oliveira e meio casal é de Lourenço de Travanca. Interrogado sobre de onde esses mosteiros tiveram os mesmos casais, disse que não sabe. Interrogado sobre se pagam pelos mesmos algum foro ao Senhor Rei, disse que dão ao Senhor Rei uma quarta de morabitino de renda anual, cada qual por si, e dão vida ao Mordomo. E disse que no lugar chamado Ripário [Ribeiro?] há três casais, sendo dois da mesma Igreja e o outro de Santo Tisso. Interrogado sobre donde Santo Tisso e a Igreja tiveram os ditos casais, disse que não sabe. E disse que na Rua de gatos [?] há oito casais e meio, sendo três de Lourenço de Travanca, outro de uma certa herdadora Maria Gonçalves, três de Santo Tisso e meio do herdador Paio Gonçalves. Interrogado sobre donde teve Santo Tisso os ditos casais, disse que não sabe. Interrogado sobre se pagam por eles algum foro ao Senhor Rei, disse que do casal de Maria Gonçalves dão ao Senhor Rei uma quarta de morabitino de renda anual. Interrogado sobre a razão pela qual os casais de Santo Tisso não dão renda ao Senhor Rei, disse que por causa de Lourenço Martins de Travanca que os defende [?]. E disse que do meio casal de Paio Gonçalves não se paga renda. Interrogado acerca do motivo disse que nunca pagou. Interrogado sobre se entra lá o Mordomo, disse que entra. Interrogado sobre se há aí algum Reguengo [propriedade do rei], disse que no lugar chamado Junqueira [?] há um grande campo; e noutro lugar chamado Campo Agra dos monges há três leiras; e noutro lugar chamado Lercas [?] há uma leira; e noutro lugar chamado Correga há um campo e é a meias do Mosteiro de Landim; e noutro lugar chamado Santa Eulália há outra leira; e no lugar chamado de Razemundo [?] há um campo; e noutro lugar chamado Golias há uma leira; e noutro lugar chamado Mouta há duas leiras; e noutro (lugar) chamado Corredoura [?] há uma leira; e noutro lugar chamado Pomar [?] há uma leira; e noutro lugar abaixo de Rua de gatos [?] há um ?? rossio; e noutro lugar chamado Fradegas há uma leira; e noutro lugar chamado Poça [?] há duas leiras; e noutro lugar chamado Lousado[?] há um campo; e no mesmo termo, no lugar chamado Sobre a Casa de Domingos Pedro há uma leira; e noutro lugar chamado Paredes há uma leira; e ante as portas de Mamoa há uma leira: e em todo este referido Reguengo trabalham homens desta colação [paróquia?] e são homens dos militares [? peões?] e das Ordens, e pagam por ano ao Senhor Rei sete quartas [?] de pão; e se o Mordomo da Terra não quiser estas sete quartas [?], devem dar a terça parte de todos os frutos. E há no Outeiro [?] na agra sobre a segonheira quatro [cinco?] leiras, e pagam por elas de renda anual ao Juiz da Maia um módio [uma medida?] de pão. Interrogado sobre o motivo por que dão ao Juiz este pão, diz que tem as referidas leiras em prestimónio. Interrogado sobre se mora [na paróquia?] algum homem foreiro ou rendeiro do Senhor Rei ou que tivesse praticado homicídio e não o tenha ??? [expiado?], disse que não. Pedro Gonçalves, Estêvão Martinho, Pedro Murzelo, Estêvão Gonçalves, João Martinho, Lourenço Gonçalves e Gonçalves Martinho, todos estes preditos prestaram o predito testemunho, palavra por palavra, cada qual por si, tal como o primeiro.

Documento recolhido pelo Sr. Altamiro Ramos